Voni's View

Nossa visão depende de onde estamos em pé

SOLITÁRIA – MAS NÃO SOZINHA

Rio de Janeiro - looking down hillside to City              Estou descalça no gramado, rindo: tiro meus sapatos para sentir o frescor da grama sob meus pés – tão diferente do concreto ao redor da nossa casa em Belo Horizonte! Chegamos nesta manhã ao Rio de Janeiro depois de oito exaustivas horas de viagem de ônibus: é mais fresco viajar a noite. Os nossos corpos estão cansados, mas estou me sentindo revigorada.

Depois de um delicioso café com leite quente (leite fervente misturado ao forte café preto brasileiro, adoçado com açúcar refinado), pãezinhos assados, fresquinhos, crocantes e ainda mornos (pão francês) cobertos com manteiga derretida e geleias de frutas exóticas, fatias de diferentes queijos, abacaxi doce em pedaços e papaia – este foi nosso café da manhã, regado com risadas e amor.

 

Perambulando lá fora, sinto o sol quente nas minhas costas e do ponto mais alto de uma colina, olho por sobre os gramados e vejo um mosaico de casas; depois os prédios altos de apartamentos e de empresa e lá, ao longe, eu vejo o brilho do Oceano Atlântico debaixo de um céu de intenso azul celeste.

 

Deitada na grama percebo as vozes ao fundo; conversas de amigos entremeadas com as risadas das crianças. Mas esse é meu momento único. Eu o valorizo e o seguro em minhas mãos como se faz com uma bolha de sabão reluzente. Eu sei que não vai durar por muito tempo, mas eu curto esta beleza enquanto a tenho.

 

Meus pensamentos confusos se tornam frases para Deus. Questionamentos dos desafios financeiros que estamos experimentando (porque doadores nos Estados Unidos não cumpriram suas promessas de ofertar para a nossa missão no exterior), além da adaptação da cultural, do stress do idioma com o qual ainda nos atrapalhamos.

 “Senhor, como podemos fazer diferente? Onde podemos ir para ter ajuda?”

 

Enquanto meus pensamentos e perguntas se transformam em falas, eu continuo olhando ao meu redor sentindo o sol e o verde da grama, meu corpo  mergulha nos sons e sensações do dia que me invadem. Isto é muito bom!

 

Minha conversa com Deus continua. “Pai, onde podemos ir para encontrar ajuda? Somos forasteiros num país estrangeiro. Aqui no Brasil, não há muitas coisas disponíveis quando as necessitamos: ajuda alimentícia, previdencia social, benefícios para desempregados.” Percebi que, nos Estados Unidos, inconscientemente, eu havia me tornado dependente da ajuda que o governo oferece através das redes assistenciais. Mas agora, tais benefícios não estão mais disponíveis, não temos mais a quem recorrer para pedir ajuda.

Eu paro de repente quando um pensamento penetra no meu cérebro.

Estamos totalmente sozinhos aqui. Há somente Deus para nos ajudar.

É entre Ele e nós!

Eu olho para o céu azul e vejo pequenas nuvens dançando, mudando de formas, modeladas pelo vento. Eu sinto a brisa soprando em meus cabelos,  tocando minha pele. Eu sinto vida ao meu redor e vida em meu corpo. Minha mente se aquieta e eu descanso.

Eu estou espantada com a paz que estou sentindo.

Deus, meu Pai. O Único com quem tenho falado desde que eu era uma criança em meu quarto, com quem eu conversava quando alimentava as galinhas e colhia os ovos. Que era o meu Amigo quando eu escalava a pequena cerejeira cujos ramos formavam uma cadeira natural para eu me sentar e ler, escondida dos outros, nas folhas sussurrantes; aquele me confortou quando eu chorava, e dançava comigo quando eu ria..

 Ele está ao meu lado todo o tempo …. Eu posso confiar Nele.

Nós dependeremos Dele. Ele é a nossa rede de segurança. A burocracia do governo falha. O amor das pessoas falha. Mas Deus nunca falha! Sua Palavra é verdadeira.

Eu fiquei lá sozinha, cercada por Seu amor e agradecida. Meu foco de vida mudou para sempre.

 

Eu fui em direção às minhas crianças que me chamavam para ir ver alguma coisa que queriam compartilhar comigo. A bolha de sabão desapareceu.

Minha mente não está mais confusa. 

Eu pessoalmente conheço Quem está conosco.

Nós não necessitamos de ninguém mais.

ESTOU SOLITÁRIA – MAS NÃO SOZINHA 

Jesus and under his wing

Voni

 

Sl 91:1-2 NVI

“Aquele que habita no abrigo do Altíssimo e descansa à sombra do Todo-poderoso
pode dizer ao Senhor: Tu és o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus, em quem confio.”

 

 

Como você acha que mudei meu foco?

E sobre você?  Qual é o seu foco?

Você está tentando resolver tudo sozinha? 

Você já esteve em dificuldades sem ter a quem recorrer?

Leia o restante do Salmo 91 e o Salmo 23. 

Leia-os em voz alta, devagar e ouvindo atentamente.

Me diga o que você pensa….
isto ajuda você compreender mais o que está lendo?

About Voni Pottle

Deixe uma resposta