Voni's View

Nossa visão depende de onde estamos em pé

Perdão 202: Como ficar em cima

ON TOP rock on top of each other

Este poste está um pouco diferente.  Começo descrevendo uma cena que machuca muito, depois tento aplicar numa maneira que possamos aprender dela.

Agora é o momento correto para desempacotar a sua imaginação. Você está pronto? Vamos lá!

Imagine uma grande escadaria. Você e um amigo estão juntos em uma das etapas, relaxado e conversando. Você diga alguma coisa. Inesperadamente, o seu amigo se transforma na sua frente e começa emitindo lixo verbal sobre você, ao mesmo tempo golpeando você com os punhos.

Você está em estado de choque; nem acredita.  Até mesmo como está a acontecer! Você quase tropeça então, agarra um braço e bate de volta, gritando acima da voz que você sempre gostava de ouvir.   Vocês dois tropeçam, indo para baixo um passo, depois outro passo; pendurado em cada outro.

PARE! CONGELAR O QUADRO AGORA!
Olhar para a cena. Ambas das bocas estão abertas gritando
A linguagem corporal é agressão!

E o que podemos identificar com esta cena no dia-a-dia de nossas vidas?? . . . Pessoas que amamos ligue-nos ou deixar-nos? Ou estamos com pessoas que estão a prejudicar, se tornaram amargos, e, em seguida, cortar em nós? O que é que nós podemos fazer?
Há inúmeras irritações diárias, mais emocional traições, tortas negócios, problemas familiares – com cônjuges, filhos, e muito mais. A coisa em comum para cada item?  cada um aperta até os nossos corpos em raiva ou medo.

Como é que podemos viver em paz e o perdão quando tudo isso errado está nos bombardeiando diariamente? É isso que vamos falar.

Em primeiro lugar, vamos voltar para a cena e deixe-o rolar. Isso pode vir de várias maneiras diferentes.

Hoje, vamos olhar para alguns deles, um de cada vez.

Dois amigos, um cria uma ofensa (uma forma de traição), o segundo utiliza ofensa em auto-defesa e os dois tropeçam em um degrau inferior. Se isto continuar a ir como está agora, eles continuarão puxando un com o outro para baixo, de um nível a outro, até que partir lá em baixo com ira e amargura.

A assustadora coisa sobre esta situação é que, mesmo após uma longa distância um do outro , eles ainda estão ligados emocionalmente de uma forma negativa. 

As palavras acima foram ditas juntamente com as ações que irão continuar a supurar e criar um bolor interno substância. Independentemente da distância ou do tempo, eles serão ligados emocionalmente até que, pelo menos, um deles aprende a se libertar do jugo da amargura. E aquela amargura se continua a aumentar de peso a cada ano que passa, destruindo quem transporta-lo no seu coração, assim como todos os outros com quem ele entra em contato.

Amargura é uma raiz feia que pode entrelaçar-se ao redor de nossas emoções, torcendo como vemos o mundo ao redor de nós.  Se deixarmos que ela completamente assumir nossa personalidade, envenenamento nós no interior vai afecta as nossas emoções, nossa saúde, nossas famílias e o mundo.

Não estou sendo demasiado dramático sobre ela; é o que amargura é.

Hebreus 12:15 Amplified Bible (AMP)

15 Exercício previsão e estar atento ao olhar [depois de um outro], para ver que não se cai para trás e não perder a proteção da graça de Deus (o seu imerecido favor e bênção espiritual), a fim de que nenhuma raiz de ressentimento (o rancor, amargura ou ódio) chuta para trás e as causas de falhas e o amargo tormento, e a muitos contaminados e profanados por isso-

Eu já assisti amargura destruir outros: eu tinha a minha própria batalha pessoal com ela quando tinha 25 ou 26 anos. Era uma incidente pequena, mas ressentimento entrou, e se virou em amargura. Eu aprendi que eu nunca quero ela na minha vida novamente. Amargura é horrível; que estrangule a vida de um. Mas se eu quiser que as coisas a minha maneira, e não estou disposto a abrir a mão de “os meus direitos”, abro-me para o ressentimento e a amargura. Eu penosamente aprendi que nada vale a pena de se abrir a porta para esta auto-destruição.

O segundo resultado desta cena é um pouco mais complicado de explicar, mas vou tentar.
Quero sublinhar que isto é uma opinião – coisa que eu já tinha pensado, mas não estou ensinando isso como uma verdade teológica.
Aqui vamos nós. . .

Não existe mistério na Palavra de Deus …
Deus não existe dentro de um período de tempo, certo? O “tempo” dele é eternidade. Sem começa. Sem fim.  Mas uma coisa que acontece aqui na terra (por exemplo Cristo morrendo na cruz para todos os nossos pecados), é, para nós, que estamos vivendo agora dentro da estrutura de tempo, um evento que aconteceu a dois mil anos atrás.

Mas, se este evento fôsse colocado no quadro da eternidade, onde não há tempo, seria possível que  ainda assim, está acontecendo?
Em um certo sentido, eu penso que a resposta só pode ser “sim.”   Cristo morreu por cada um de nossos pecados desde o início até o final dos tempos. Eu vivo dentro dessa estrutura de tempo.  Então pode ser que os pecados que cometo hoje dão para Ele um maior peso do pecado e a dor na cruz.?

Se me maltratar os outros, é que tudo continue a aumentar o equilíbrio escala na eternidade? É este o resultado que quero em minha vida, causando mais dor para Cristo na cruz? Ou quero que a carga de dor em cima do meu Senhor a ser menos.

É possível que uma simples infracção pode colher perdoados indescritíveis de tristeza e dor ao longo dos séculos?

Quanto tempo será que este momento desta cena estará congelado no universo, mesmo que estes dois tomam passos de os distânciar um do outro na ira? Como pode esse negativo servidão ser quebrado? É o perdão que está  absolutamente necessário aqui. Quem perdoa quem?  E quando?

Matt 6: dias 14 e 15     a mensagem

Jesus disse: “Na oração, existe uma ligação entre aquilo que Deus faz e o que você pode fazer. Você não pode obter o perdão de Deus, por exemplo, sem perdoar os outros. Se você se recusar a fazer sua parte, você cortará fora da parte de Deus.”

Vamos examinar o perdão um pouco mais de perto.
Uma definição que li no outro dia sobre o perdão: ela está lançando o meu direito de exigir justiça e vingança contra uma pessoa.   Isto doi!

Posso confiar em Deus para realizar a minha protecção nesta situação? Será que Ele defende-me do errado se eu liberar os meus direitos? Eu realmente acredito quando Ele diz que Ele é a minha fortaleza?

Esta é uma decisão cada um de nós enfrentamos, diariamente. Em todas as circunstâncias, temos de trabalhar, através de nossas mentes. Em seguida,  se ou quando eu decidir que quero perdoar, como posso fazê-lo?

Agora podemos voltar para a cena quando foi agredido verbalmente e/ou fisicamente pela pessoa que você achava que era um amigo. No entanto, ela manifestou-se como  uma traição de confiança.

Desta vez, vamos colocar nosso Senhor no meio daquela cena (e Ele está sempre lá , mesmo que não estou consciente da Sua presença.

Você está ali em pé; o seu “amigo” torna-se o seu inimigo, e magoa você profundamente. Você responde em auto-defesa. Os dois ficam em pé, unidos por suas mãos que cada um tem colocado sobre o outro, com o prepósito de machucar.

De repente, você pare, se lembrando que Jesus está aí.  Você  tira sua mão de seu inimigo;  depois você pega a mão dele que está te segurando ,danda sua mão a Jesus. Voce está livre. Pode se virar e sair da situação, deixando seu inimigo com Jesus para tomar conta dele.

Cada vez que a tristeza, mágoa e confusão começa a mover-se em sua mente, vá de novo pelo processo que acabamos de descrever. Na sua imaginação se coloca visualmente em pé em cima da escadaria  e perdoando,  dando a outra pessoa para Deus.

Por que se eu colocar essa cena na escadaria?
Olhe para o que aconteceu  . O inimigo  queria te degradar. Mas o que acontece quando você perduou? Deus levanta-lhe um ou dois passos acima da pessoa que tentou “colocar você para baixo.”  

Devemos escolher em uma base diária.

  1. A) eu posso ser um escravo de minhas emoções de raiva e amargura, que, em seguida, conduzir a uma constante espiral descendente ou,
    B) posso perdoar, o perdão  liberta-me. Não tenho que a rastejar na sujeira do ira e horrendo memórias de quando as pessoas intencionalmente me feriram.

Quando eu olhar para Jesus e tudo disto, eu me pergunto: Por que eu às vezes hesita antes de perdoar?
Uma boa pergunta.

Eagle-Flying on top of clouds.

Um pensamento para levar contigo.

Na sequência de obedecer meu Pai, seguinda as Suas instruções, ele começa dando asas ao meu espírito, juntamente com a Sua paz, me ensinando a voar.

Eu gosto disso. E você?

  • Voni P.  

 

About Voni Pottle

Deixe uma resposta